sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Estagiar no Parlamento Europeu

Um mês após chegar a Portugal, e depois de três meses fantásticos, venho partilhar convosco a minha experiência única como estagiária no Parlamento Europeu.


Durante o curso de tradução, não tive oportunidade de realizar um estágio, que teria de ser extracurricular e que não se encaixava nos meus horários, pois tinha imenso do meu tempo ocupado pela faculdade. Depois de umas pesquisas, encontrei informações sobre estágios para tradutores no Parlamento Europeu, no Luxemburgo. Despertou-me imenso interesse e, por isso, não hesitei em inscrever-me. 

Vou contar-vos a minha experiência, ao mesmo tempo que explico como poderão, também, tê-la.

Que estágio fazer?
Não existem apenas estágios para tradutores. Estão igualmente disponíveis estágios gerais, estágios para jornalistas, o estágio «Prémio Sakharov» e estágios de formação em tradução para não licenciados.

Requisitos
Cada estágio tem os seus requisitos específicos. Para o estágio de tradução, por exemplo, é necessário ter uma licenciatura. Por outro lado, esta não tem de ser obrigatoriamente em tradução. Pode ser numa área de Humanidades, e até noutras áreas distintas, desde que o candidato comprove ter experiência em tradução e que apresente um currículo interessante.
O estágio de formação em tradução não obriga que o candidato seja licenciado, mas terá de estar matriculado numa instituição de ensino superior. Este estágio pode ser integrado no curso do estudante, caso este seja obrigado a fazer um.

O estágio de tradução
Este estágio, basicamente, consiste em traduzir documentos oficiais do Parlamento Europeu. São eles atas de sessões parlamentares, fichas técnicas, petições, ordens do dia, etc. Toda a tradução é efetuada em ferramentas de tradução assistida por computador, tais como o SDL Trados Studio e o Cat4Trad. Para mim, foi ótimo ter voltado a trabalhar com o Trados, pois tive formação deste software na faculdade, mas não o voltei a utilizar depois disso. Em dois anos, esqueci-me de imensos detalhes e não tive a oportunidade de praticar. Para quem nunca trabalhou com estas ferramentas, é dada formação no próprio Parlamento.

Duração do estágio
O estágio de tradução para licenciados tem a duração de 3 meses. Por vezes, os estagiários recebem a proposta de prolongar o estágio por mais 3 meses, estagiando, no total, 6 meses. Estas propostas são feitas pelo chefe da unidade. Os estágios Schuman (gerais, jornalismo, «Prémio Sakharov») têm a duração de 5 meses.

Bolsa/salário + custos de vida
Os estagiários de tradução recebem uma bolsa de estágio de 1293.96€ (os valores são atualizados todos os anos). Para nós, portugueses, parece uma fortuna, a julgar pelo salário mínimo português, mas para o Luxemburgo não é um valor que dê para viver confortavelmente. Um quarto na cidade do Luxemburgo custar-vos-á não menos do que 600 ou 700€ por mês. A comida nos supermercados é mais cara que em Portugal mas, se optarem por fazer compras numa grande superfície, existe uma variedade maior de produtos e de preços também. Os restaurantes são muito caros, e ainda mais ao jantar, feriados e fins de semana. A viagem para o Luxemburgo e o regresso para o país de origem também são pagos pelo Parlamento.

No Parlamento, existem várias cantinas onde podemos almoçar. As refeições mais baratas rondam os 5€, podendo ir até aos 10€. Não é um valor muito alto mas, se desejam poupar dinheiro para passearem, aconselho que não comam na cantina todos os dias.

Transportes
O Parlamento fornece um passe de autocarro a cada estagiário, o Jobkaart. Com este passe, poderão utilizar os autocarros da cidade (os que tenham um ou dois algarismos). Este passe tem de ser devolvido ao Parlamento no final do estágio.
Até aos 25 anos (inclusive), existe um ótimo desconto nas viagens de comboio, o que vos permitirá viajar bastante. Para dar um exemplo, um bilhete de ida e volta para Bruxelas custa 50€. Com o desconto que mencionei, fica por apenas 21€.

Aproveitem para viajar bastante, estamos no centro da Europa! 😊 O Luxemburgo tem uma ótima rede de transportes e é um desperdício não a aproveitar. Durante o meu estágio de três meses, viajei à Bélgica, a França, à Holanda, à Alemanha e a Itália. 

Durante o estágio, somos levados a conhecer outras instituições europeias. Vamos a Bruxelas (Bélgica) e a Estrasburgo (França). Estas visitas são obrigatórias e as despesas de viagem são asseguradas pelo Parlamento. A viagem é paga integralmente e também é pago um valor diário para o alojamento e para a alimentação (se tiverem cuidado com as despesas, o valor que vos dão chega bem). 

Para além disto, existem as famosas Velóh!. São bicicletas para aluguer e encontram-se em estações self-service espalhadas por toda a cidade. O aluguer à semana custa 1€ e ao ano custa 15€. A subscrição do serviço é feita nas próprias estações, e é imprimido um cartão de subscrição na hora. A primeira meia-hora do aluguer é gratuita e, após esse tempo, é cobrado um valor que desconheço, pois nunca ultrapassei a meia-hora. Isto porque quando via que estava a chegar à meia-hora, parava numa estação e trocava de bicicleta. E tinha mais meia-hora grátis. Há muitas estações por toda a cidade, por isso, não se preocupem com nada. 

10 boas razões para estagiar no Parlamento Europeu:

1) Conhecer um novo país (apesar de parecer que estamos em Portugal!). Esta foto foi tirada na festa do dia de Portugal no Luxemburgo.
2) Colocar conhecimentos em prática e melhorá-los.
3) Aprender novas línguas (existem aulas de várias línguas gratuitas para os estagiários). Na foto, estou com as minhas alunas, a quem ensinei português durante os 3 meses de estágio.
4) Trabalhar num ambiente agradável, divertido e descontraído. Pessoal muito fixe, a doidice deles contagia-se, cuidado! ;) 
5) Aprender sobre as instituições europeias e sobre assuntos importantes das mesmas.
6) Diferenciar o vosso CV.
7) Ter a melhor vista sobre a cidade do Luxemburgo (a unidade portuguesa de tradução situa-se nos pisos 12 e 13).
8) A facilidade de viajar até aos países vizinhos. Este é o resultado dos meus três meses no Luxemburgo! 
9) Fazer algo diferente, arejar a mente, tirar umas férias de Portugal e mudar de rotina.
10) Fazer parte da “Wall of fame” dos estagiários :)

Foram, sem dúvida, três dos meses mais felizes da minha vida. Aprendi muito, explorei, fiz muitos amigos, não me senti sozinha nem por um minuto, não tive um momento de tristeza. É isto que é estagiar no Parlamento: inclusão, partilha, trocas. O único defeito deste estágio é que passa a voar. Sejam três ou seis meses. Por isso, aproveitem ao máximo, absorvam tudo o que conseguirem, pois esta oportunidade só vos é dada uma vez.


Estou aqui para responder a todas as vossas dúvidas e curiosidades. Todo o processo de inscrição é bastante simples, mas estou disposta a ajudar no que precisarem.

Boa sorte e aproveitem! :)

11 comentários:

  1. Cara Mary,
    obrigada pela partilha.
    Tenha só em atenção: "imenso" refere-se a dimensão e não a quantidade...
    Melhores cumprimentos, votos de bom sucesso :) .
    Heitor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Heitor! Pela visita, pelo comentário e pela correção (e ensinamento!).
      Já corrigi :)
      Muito sucesso para si também!
      Maria João

      Eliminar
  2. Que experiencia fantástica. Obrigada pela partilha, é uma pena eu não ter oportunidade para uma coisa destas.
    Obrigada também pela tua visita no meu blogue. Volta sempre. beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Maria João ♥20 de agosto de 2017 às 01:32
      Olá, Ana :) Que bom ter-te por aqui!
      Porque é que não hás de ter? Tenho a certeza de que te encaixas nos requisitos, não é difícil ;)
      Quem sabe, um dia? ;)
      Obrigada pela tua visita também! Beijinhos grandes :*

      Eliminar
  3. Adorei! E adorava ter uma experiência dessas... Mas com a minha idade acho que já não me aceitavam... Estive um ano em Inglaterra também a fazer um estágio e foi uma experiência que nunca vou esquecer.
    Obrigada pela partilha!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Filipa! *.*
      Que maravilha, Inglaterra! Há de ser um dos meus próximos destinos!
      Como assim, não terias idade? Não há limite de idade! ;)
      Eu tenho 24 anos e era das mais novas. Tinha uma colega com 40 e tal anos. É uma coisa que eu adoro nos estágios do Parlamento. As oportunidades são para todos!
      Se gostavas de participar, Filipa, vai em frente. Essa experiência em Inglaterra no teu CV já é um ponto a teu favor ;)
      Beijinhos e obrigada pela visita!

      Eliminar
  4. Olá Maria !
    Adorei a tua experiência e gostava de me inscrever, mas tenho medo, pois nunca vivi nem viajei sozinha :( será que podes escrever um pouco sobre como foi a viagem, a casaa e o teu primeiro dia no parlamento ?
    Obrigada :*
    Beijinhos e muito sucesso !!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá! :D
      Muito obrigada pela visita e comentário!
      Claro que sim! Vou preparar um texto sobre todos esses assuntos e publico em breve :)
      Beijinhos, igualmente!!

      Eliminar
  5. Não conhecia isso, mas que bela maneira de conhecer países novas e culturas! Já visitei França e Amesterdão mas não os restantes países onde estiveste.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, é uma ótima experiência para conhecer lugares novos :)

      Eliminar